::Região de navegação Açores::

AÇORES

 


 

Constituído por nove ilhas vulcânicas e alguns pequenos ilhéus, é no Atlântico, entre a Europa e a América do Norte, que se encontra o arquipélago a que os povoadores portugueses no século XV deram o nome da então populosa ave que tomaram por açor (tratando-se, afinal, de um milhafre, da espécie Buteo, buteo ssp. Rothschildi).

São estas ilhas, os Açores, entre as coordenadas 37º-40ºN de latitude e 25º-32º W de longitude, onde aportaram em caravelas os navegadores a mando de El-Rei D. Henrique, com a ajuda de cartas de marear e uma bússola, que os peritos em turismo sustentável da National Geographic Traveler (NGT) classificam como o segundo melhor destino do mundo a visitar!

A par com os arquipélagos da Madeira, Canárias e Cabo Verde, os Açores integram a região biogeográfica da Macaronésia, denominação originária da expressão “ilhas afortunadas” dada pelos antigos geógrafos às que se encontravam a oeste do Estreito de Gibraltar…

O clima é temperado e húmido, variando as temperaturas médias de 13°C, no Inverno, a 24ºC, no Verão. A Corrente do Golfo influencia a temperatura média das águas do mar que oscila entre os 17°C e os 23°C.

Sob a Dorsal Média Atlântica, da ilha de Santa Maria - o extremo oriente, a cerca de 1000 milhas, é o mais próximo do continente europeu - , à ilha do Corvo, a ocidente, a mais de 1500 milhas do continente americano, medeia uma distância de mais de 340 milhas que podem ser percorridas pelas águas, daquela que é a maior Zona Económica Exclusiva da Europa e uma das mais ricas em biodiversidade, com 984.300 km2.

Por estas águas, pode-se viajar e ancorar, tal como os primeiros navegadores, à descoberta da natureza ainda intacta e do legado histórico, patrimonial e cultural deixado por cerca de seiscentos anos de presença humana em cada uma destas ilhas, envoltas em mistérios e lendas…

 

Os percursos serão acordados com o skipper no briefing de check in como que “à la carte”, tendo em conta as condições meteorológicas, as ilhas a visitar e as actividades a desenvolver durante a viagem, no que será uma excelente oportunidade para a aprendizagem ou para a prática da navegação à vela.
 O arquipélago dos Açores tem um enquadramento único para velejar, o que permite observar as ilhas de outra perspectiva, em navegação oceânica. Nove ilhas, divididas em três grupos, em pleno Oceano Atlântico, com atractivos diferentes, permitem programas de navegação variados desde viagens de apenas algumas horas até viagens que já implicam pelo menos uma noite de navegação. Podemos assim proporcionar programas personalizados e diversificados, possibilitando conjugar a vela com outras actividades, tanto em terra como no mar, aproveitando a agradável temperatura das águas cristalinas, isentas de poluição e cheias de vida aliadas à beleza natural das ilhas.